PREENCHA COM SEU EMAIL PARA ASSISTIR
GRATUITAMENTE O PRIMEIRO EPISÓDIO DA MINISSÉRIE FAIXA CORAL
 
Type in your email and watch the first episode
of the miniseries "Red and Black Belt" completely free of charge.
Buscar

jovem campeão Rayron Gracie revela à BJJFLIX detalhes sobre evento traumático envolvendo sua mãe.

O jovem Rayron abre o jogo à BJJFLIX e relata detalhes inéditos sobre história chocante envolvendo sua mãe, a paisagista Elaine Caparroz, e agressões sofridas por ex-lutador de Jiu-Jitsu e agressor Vinicius Batista Serra. Apesar de sua pouca idade, Rayron demonstrou muita maturidade e auto controle durante a entrevista. Algo difícil de se observar em alguém tão jovem.

"Eu tava lá em Londres treinando, focado. E do nada, meu tio liga, o irmão da minha mãe. Ele liga e diz que minha mão sofreu um acidente, eu tava em um campeonato na hora, e aí meu coração disparou, foi a mil e eu tentando falar com ela e não sabia direito explicar o que aconteceu. Disse que tinha se envolvido com um cara e não conseguiu explicar, e aí eu tentando desesperado falar com alguém e me informar. Eu consegui falar com a amiga dela, consegui falar com ela. E aí eu vi uma foto dela, vocês já devem ter visto como ficou o rosto dela na hora, e eu vendo aquilo falei "porra, não é possível que uma pessoa consiga querer fazer isso pra outra". Quando você vê assim em outro lugar, na internet, você não imagina que vai acontecer com você, com sua família. Quando vi aquela foto, vídeo, enfim... eu falei assim 'pô como é possível alguém chegar a um nível de maldade de querer fazer isso pra alguém? Pra outro ser humano?"

Rayron confessa que ficou muito abalado quando soube da notícia e viu imagem de sua mãe desfigurada: "Como é possível alguém chegar num nível de maldade de querer fazer isso pra outro ser humano?"

"Eu acredito que a maior honra de alguém é poder cuidar de quem um dia cuidou de você, na hora eu peguei um voo e vim pra o Rio, fiquei com ela uns 20 dias aqui, ela ficou no hospital umas duas semanas, esperando, mas o que mais me marcou foi como é possível um ser humano conseguir fazer isso a outro.
E o que realmente salvou a vida dela foi o jiu-jitsu, mesmo ela nunca tendo treinado, botado um quimono, estava sempre brincando com ela em casa, e eu realmente acredito que essa pouca noção que ela teve foi a diferença entre a vida e a morte. Hoje eu não tenho uma alavanca pra fazer, mas quando eu tiver uma faixa preta ou em breve, conseguir fazer movimento pra as mulheres, porque eu acho que isso é muito importante, salvou a vida da minha mãe e ela nem treinava. Acredito que se ela treinasse eu tenho certeza que o que ela sofreu, teria sido muito menor."

Rayron acredita que foi o pouco Jiu-Jitsu que ela sabia que salvou a vida de sua mãe: "Acredito que essa pouca noção que ela teve foi a diferença entre a vida e a morte"

"O sentimento que eu tenho é realmente de repudio pelo cara que fez isso, e realmente como é possível uma pessoa fazer isso à outra? Só que eu não gosto de ficar me ligando nisso, acho que um acontecimento por mais trágico que seja você tem que passar por cima dele. É isso as coisas acontecem como aconteceu com meu pai, com minha mãe e eu digo pra ela também que a gente tem que seguir em frente e não ficar preso nesse momento no passado, tem que viver a vida, né, passar por cima. Família é tudo. É você, você é uma versão da sua família, mal ou bem você veio deles. Toda a tradição, todo o legado está em mim, como está nos meus primos e como estava no meu pai. Como está nos meus tios. Então a gente carrega isso dentro da gente, onde a gente vai, a gente representa isso."

Nós da equipe BJJFLIX gostaríamos de agradecer ao grande parceiro Rayron Gracie por se abrir e compartilhar uma história tão delicada e também a você assinante da BJJFLIX, por acompanhar o nosso blog. Continuem antenados para não perder nenhuma de nossas histórias. OSS.

123 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo