PREENCHA COM SEU EMAIL PARA ASSISTIR
GRATUITAMENTE O PRIMEIRO EPISÓDIO DA MINISSÉRIE FAIXA CORAL
 
Type in your email and watch the first episode
of the miniseries "Red and Black Belt" completely free of charge.
Buscar

Professor Marcos Barbosa revela com exclusividade à BJJFLIX como foi voltar às competições no BJJBET

Um dos nomes mais populares do Jiu-Jitsu contemporâneo é certamente o do professor Marcos Antônio Barbosa, ou “Barbosinha” como é carinhosamente chamado por seus colegas e admiradores. E com uma trajetória lendária no esporte, Barbosa contou à BJJFLIX sobre o retorno aos grandes torneios como o BJJBET 2020.

“Para mim foi um novo recomeço em relação a competição. Retornei competindo ano passado no BJJ STARS a convite do Fepa. Inclusive eu não queria competir, mas ele me seduziu pelo dinheiro e o dinheiro foi bom, então valeu a pena. Até porque eu estava sem competir, mas sem treinar não.
Eu nunca parei de treinar, porque treinar já está dentro de mim, já faz parte do meu dia a dia, então apenas realinhei o treino e voltei. Mas posso dizer que foi um ótimo recomeço.
Este ano, com BJJBET, deu para perceber o quão grande foi o evento e como é honroso estar em um local como esse, cercado por pessoas incríveis. E quando você vê pessoalmente tudo aquilo a excitação e a vontade de competir sempre volta. Foi simplesmente maravilhoso!”

O professor Barbosa contou que nunca deixou de treinar, e isso foi primordial para voltar a competir e conseguir os resultados satisfatórios nos torneios, mesmo com a pandemia ou a idade.

“Eu treino Jiu-Jitsu praticamente todos os dias. O meu objetivo é continuar treinando independente de competição. Tenho 52 anos que pretensão eu tenho como campeão?
"Eu vou competindo porque ainda está dentro de mim, mas os treinos não deixo de fazer porque eu gosto de treinar Jiu-Jitsu.'
E não consigo ficar parado, posso até treinar menos, mas sem treinar não dá. E treino físico, porque se eu gosto e quero continuar treinando Jiu-Jitsu eu preciso deixar o meu corpo forte. Então para essa competição eu só alinhei os treinos com o objetivo que eu queria.
E a idade sempre influencia, claro. Acho que todos nós que somos um pouco mais velhos e participamos desse tipo de evento precisamos ter essa consciência, a de que não temos mais 20 anos, a recuperação, força, flexibilidade, gás, tudo muda. É preciso tomar muito cuidado em fazer um treino especifico para não se machucar e ter um bom rendimento. Qualquer coisa errada no treino você perde o fio da meada. Pode não chegar bem ou passar do limite. Tem que aprender a se conhecer, se conhecendo fica mais fácil de planejar até onde pode ir com o treino.
Até o estilo de luta a gente muda, querendo ou não perdemos um pouco o reflexo, você pode até ver a situação, mas o reflexo não é mais o mesmo. Aquela confiança de muitos golpes que eu praticava e que hoje não faço mais, principalmente em pé, é algo inevitável. E claro, ver a performance de um cara de 50 anos é diferente de ver a performance dele há 30 anos atrás com a vitalidade dos 20 anos."

Com a pandemia, os treinos de Jiu-Jitsu tiveram que ser adaptados, isso também aconteceu na academia do professor Barbosa.

"Treino é treino, não tem jeito. Você tem que ter gente para treinar, tem que ter material humano para praticar Jiu-Jitsu. E Jiu-Jitsu não tem jeito, não existe, zero distanciamento, não tem distanciamento. Eu tive nesse período de reclusão que a maioria estava em casa, tive alguns amigos e atletas que me ajudaram bastante. Fizeram essa minha parte de treino de JIu Jitsu todos os dias. E as aulas? Temos que se adaptar não tem jeito, temos que manter as regras aí que o estado nos obriga. Não tem como, nos temos que manter, mas tem muitos que treinam, o pessoal se junta e treina, porque só aula com distanciamento é terrivel, pra quem treina Jiu Jitsu sabe da dificuldade e o quanto faz falta o rola."

Ele também deixou um recado para quem deseja continuar competindo:

"É importante se conhecer mais do que nunca, saber das suas limitações e qualidades para tirar o máximo de proveito em relação ao tempo e esforço que colocamos no nosso corpo."
Como atleta já temos que tomar um cuidado extra com alimentação e descanso. Com 50 anos então é imprescindível, o cuidado tem que ser em dobro. O corpo já não é mais o mesmo e demora mais tempo para se recuperar, além de que devemos ter uma atenção especial aos treinamentos físicos.
Então cuide do seu corpo. Cuide da sua mente. Os dois tem que estar bem para poder treinar. Se você gosta de treinar Jiu-Jitsu e quer competir é preciso se manter bem. ”

Obrigado Professor Barbosa, pela entrevista e pelo tempo cedido à equipe da BJJFLIX, nós desejamos boa sorte nos próximos torneios e parabenizamos pela vitória no BJJBET. O professor Barbosa estará marcando presença na BJJFLIX em quadros exclusivos, como por exemplo, o "J-Day" (Just Another Day) que é um quadro que retrata um dia na vida de vários ídolos do BJJ e já está disponível para você assistir de graça aqui: https://lp.bjjflix.com/jday/

129 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

BJJFLIX® - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS  2019